Caça F-35A completa teste de voo com bomba nuclear - Carro e motos

Caça F-35A completa teste de voo com bomba nuclear

F-35A Lightning II. Foto: Divulgação
F-35A Lightning II. Foto: Divulgação
F-35A Lightning II. Foto: Divulgação

A Força Aérea dos Estados Unidos concluiu recentemente os testes de voo com o caça F-35A Lightning II para o emprego das bombas nucleares táticas B61-12.

+ Samsung lança pacote de figurinhas para WhatsApp; veja como baixar
+ Xbox ganha controle comemorativo de 20 anos do console
+ Game de futebol da EA deve abandonar o nome FIFA

A avaliação envolveu duas unidades do novo avião de caça de 5ª geração, que lançaram versões de treinamento do armamento do estante de tiro de Tonopah, no estado americano de Nevada, seguindo os mesmos padrões de uma operação real.

Passada essa etapa, será feita a análise dos dados da missão.

Se tudo sair conforme o esperado, o avião passará a ser certificado para uso do armamento.

Capacidade hoje presente nos caças F-15E (Strike Eagle) e F-16C/D (Fighting Falcon).

+ Nova big trail Suzuki V-Strom 1050 XT é lançada por R$ 84.900
+ Veja as 10 motos esportivas mais vendidas no Brasil em 2021
+ Triumph Street Triple RS linha 2022 a partir de R$ 57.990

Bomba nuclear tática B61-12

Bomba nuclear tática B61-12. Foto: Wikipedia
Bomba nuclear tática B61-12. Foto: Wikipedia

A B61 foi uma bomba termonuclear dos Estados Unidos da América com uma potência de 340 quilotons, foi projetada e construída no Laboratório Nacional de Los Alamos em 1961, foi produzida de 1965 a 1968, conhecida antes de 1968 como TX-61, feita para ser uma arma leve e aerodinâmica, pode ser transportada por aviões super sônicos (por causa de seu baixo peso de 360 kg, e pequeno tamanho). A sua aerodinâmica não deixa que ela se desintegre no ar a velocidades supersônicas.

  • arrow