Filme vai contar a história de John DeLorean, criador do icônico carro de “De Volta para o Futuro” - Carro e motos

Filme vai contar a história de John DeLorean, criador do icônico carro de “De Volta para o Futuro”

Alec Baldwin como John DeLorean

Por Juliana Tiraboschi

Para alguns, o americano John DeLorean foi um visionário renegado que revolucionou a indústria automotiva. Para outros, ele era o maior trapaceiro de todos. Essa é a premissa de “Framing John DeLorean”, filme que vai mostrar a história do engenheiro e fundador da De Lorean Motor Company e que traz Alec Baldwin no papel principal.

DeLorean ficou conhecido por dar vida ao carro Pontiac GTO, em 1964. Passou pela Chevrolet e pela GM, com sucesso, mas saiu da última empresa para realizar o seu sonho e construir o DeLorean DMC-12.

John DeLorean com sua criação / Divulgação DMC

A empresa que levava seu nome foi fundada em 1973, mas o DeLorean foi lançado somente em 1981. O carro foi desenvolvido com a ajuda do designer italiano Giorgetto Giugiaro, responsável pelo desenho de mais de 200 modelos de série famosos, como VW Passat, Golf e Fiat Uno. A recessão econômica nos Estados Unidos e a concorrência com modelos esportivos mais potentes e com preços mais baixos fez com quem grande parte das unidades produzidas do DeLorean ficasse encalhada (apenas cerca de 2 mil automóveis entre 9 mil produzidos foram vendidos). Em 1982, a fábrica acumulava uma dívida de US$ 175 milhões.

É aí que a história de John DeLorean fica bizarra: em outubro daquele mesmo ano o engenheiro foi preso pelo FBI por tentar comprar 25 quilos de cocaína, pelo valor de US$ 24 milhões, para revender o produto e saldar as dívidas de sua fábrica. DeLorean foi filmado em negociações para a compra da droga com agentes governamentais disfarçados de traficantes. Seus advogados alegaram que o empresário foi induzido pelos agentes a investir no negócio da droga porque estava desesperado para salvar sua empresa. DeLorean foi absolvido das acusações por um júri em agosto de 1984. Nesse época, o carro que levava seu nome já não era mais fabricado – sua produção foi interrompida em dezembro de 1982.

No ano seguinte, 1985, o engenheiro teve problemas com a justiça novamente e foi indiciado por fraude, acusado de enganar investidores a injetar recursos em sua fábrica já falida. E, mais uma vez, foi salvo pelo júri, que o declarou inocente das acusações em dezembro de 1986.

Foi nesse período, em 1985, que o modelo DeLorean ficou famoso no mundo todo ao aparecer no filme “De Volta para o Futuro”, como a máquina do tempo construída pelo cientista Dr. Brown (Christopher Lloyd). Com suas portas modelo “asas-de-gaivota”, que abrem para cima, o automóvel ficou gravado no imaginário das crianças e jovens da época como símbolo de modernidade.

Dr. Brown (Christopher Lloyd) e Martin McFly (Michael J. Fox) em “De Volta Para o Futuro”, de 1985 / Divulgação

Em 1997 o inglês Steve Wynne comprou os direitos da DeLorean Motor Company e o remanescente das peças do automóvel e montou uma fábrica no Texas (EUA). Em 2008, foi reiniciada a produção do DeLorean. Hoje em dia é possível comprar um DeLorean por entre US$ 30 mil e US$ 50 mil para um carro usado e por um valor a partir de US$ 65,5 mil para uma unidade feita sob medida. O automóvel vem com motor PRV V6 e potência de 140 cv.

As icônicas portas “asas-de-gaivota” / Foto: Kevin Abato  – Grenex Media- Creative Commons

John DeLorean morreu em 2005, aos 80 anos.

O filme que conta a sua história mescla documentário com ficção, intercalando imagens reais com cenas produzidas com atores. Alec Baldwin interpreta John DeLorean, e a brasileira Morena Baccarin faz sua esposa, Cristina Ferrare. O filme está previsto para ser lançado em abril deste ano.

 

Fontes: Los Angeles Times; Washington Post; The New York Times; History Channel; Wikipedia

  • arrow