VÍDEO: Tanques russos T-90M rompem as defesas ucranianas

Vídeo divulgado pelo minsitério da defesa da Rússia, mostra tripulações de tanques T-90M em ação rompendo as defesas ucranianas no Distrito Militar do Sul.

+ VÍDEO: Caças russos Su-25 destroem posições ucranianas
+ Harley-Davidson Nightster Special: preço, ficha técnica ,consumo, fotos e vídeo

Tanques russos T-90M . Foto: Reprodução
Tanques russos T-90M . Foto: Reprodução

Segundo o vídeo de divulgação, as tripulações dos tanques também frustraram os planos de uma ofensiva contra as posições das Forças Armadas Russas ao eliminar com sucesso alvos obscuros.

Tanques russos T-90M . Foto: Reprodução
Tanques russos T-90M . Foto: Reprodução

O T-90

T-90M. Foto: Reprodução
T-90M. Foto: Reprodução
  • Criador : Kartsev-Venediktov
  • Fabricante Uralvagonzavod
  • Custo unitário T-90MS: US$ 3,5 milhões (2018)
  • Peso vazio: 44.500Kg. – Peso preparado para combate: 46.500Kg.
  • Comprimento 9,5 )
  • Largura 3,8 )
  • Altura 2,3 )
  • Tripulação 3 (Comandante, Artilheiro, Motorista)

O T-90 é um tanque de guerra de terceira geração desenvolvido pela Rússia. Ele entrou em produção em 1993. O modelo de produção é baseado no largamente redesenhado T-72BM, com algumas partes da série T-80; o nome foi escolhido por causa das grandes perdas de tanques T-72 na Guerra do Golfo. As inovações do T-90 incluem uma nova geração de blindagem reativa explosiva Kontakt-5 na base e na torre.

Problemas na blindagem do T-90

O T-90 sempre teve problemas com sua blindagem reativa, sendo mais frágil na região da sua torre. O governo russo contestou essa informação ainda na década de 1990, afirmando que a proteção do tanque era resistente contra armas anti-tanque, especialmente contra granadas lançadas por foguete (RPG). Blindados T-90A foram colocados em situação de combate durante a Guerra Civil Síria pela Rússia e Síria. A Síria reportou que, apenas em 2017, cinco T-90A foram removidos das linhas de frente após serem danificados por fogo anti-tanque inimigo.

T-90M. Foto: Reprodução
T-90M. Foto: Reprodução

Durante a Invasão da Ucrânia pela Rússia em 2022/2023, a Rússia utilizou pela primeira vez em larga suas variantes mais modernas do T-90. Em solo ucraniano, os russos enfrentaram um exército moderno que detinha uma enorme variedade de armas anti-tanque (como o FGM-148 Javelin e o NLAW) e o resultado foi devastador. Foi confirmado, em maio, por exemplo, a destruição de modelos T-90M Proryv-3, que seriam a mais moderna variante de blindado que o exército russo podia colocar em campo. O Ministério da Defesa do Reino Unido, em sua “Atualização de Inteligência de Defesa” de 7 de maio, observou a destruição desses blindados: “Os tanques T-90M estão atualmente em serviço entre as unidades mais bem equipadas da Rússia”, e apesar dos recursos avançados do T-90M: “permanecem vulneráveis se não forem apoiados por outros elementos de força”.

Até novembro de 2022, o site de inteligência de código aberto Oryx confirmou visualmente a perda de 31 tanques T-90 russos .

  • arrow