Kawasaki Versys X-300 2021 já está nas lojas a partir de R$ 28.490 - Carro e motos

Kawasaki Versys X-300 2021 já está nas lojas a partir de R$ 28.490

Kawasaki Versys X-300 2021 já está nas lojas a partir de R$ 28.490. Foto: Divulgação

A Kawasaki já botou em seu site no Brasil a linha 2021 da Versys X-300. A moto não sofreu alterações mecânicas, mas tem novos grafismos e cores.

+ Ducati XDiavel Black Star 2021, série limitada de 50 motos apenas para os EUA e Canadá
+ 5 dicas para cuidar dos carros antigos
+ Nova Yamaha Fazer ganha uma versão Vintage

Kawasaki Versys X-300 2021 já está nas lojas a partir de R$ 28.490. Foto: Divulgação
Kawasaki Versys X-300 2021 já está nas lojas a partir de R$ 28.490. Foto: Divulgação

A versão básica ganha a cor predominante “verde Kawasaki” mesclada com a cor preta, e mantém o nome “Versys” destacado no tanque, com letras na cor preta sobre uma base cinza claro.

Kawasaki Versys X-300 2021 já está nas lojas a partir de R$ 28.490. Foto: Divulgação
Kawasaki Versys X-300 2021 já está nas lojas a partir de R$ 28.490. Foto: Divulgação

Já a topo de linha Tourer chega na cor predominante cinza com logotipo maior e mais estilizado em tom vermelho – ficou ‘classuda’.
A Tourer também tem alguns equipamentos a mais que a básica. Vem com baús laterais com 17 litros, faróis de neblina com LEDs, protetores de motor e mãos e tomada 12V na carenagem dianteira.

A versão báscia da Versys começa em R$ 28.490 e a Tourer, em R$ 31.490 (valores sem frete). No caso da Tourer, rivaliza com o da principal concorrente, a BMW G310 GS, que está na casa do R$ 31.500.

Kawasaki Versys X-300 2021 já está nas lojas a partir de R$ 28.490. Foto: Divulgação
Kawasaki Versys X-300 2021 já está nas lojas a partir de R$ 28.490. Foto: Divulgação

O painel mantém o belo design , mas, já um pouco datado, é até completinho: tem velocímetro digital e conta-giros analógico, indicador
de marcha e hodômetros total e parciais, entre outras informações.

As duas versões da Versys X-300 compartilham o mesmo motor, que não mudou. Continua o bicilíndrico de 296 cm³ com refrigeração líquida, que rende 40 cv de potência máxima a 11.500 rpm e 2,6 kgf.m de torque a 10.000 rpm. Segundo a Kawasaki, ele foi apenas remapeado para entregar mais torque em baixas e médias rotações e manter a potência em alta.

O câmbio é de seis marchas, com transmissão por corrente. Essa sendo uma das características da moto que incomodam os usuários – a coroa traseira grande demais, que leva o motor a trabalhar em giros relativamente altos – não foi modificada.

As duas versões também têm outras especificações iguais, como as rodas raiadas – dianteira com aro 19″ -, o para-brisa alto, o bagageiro traseiro, a embreagem assistida e deslizante, o tanque de combustível para ótimos 17 litros e o ABS nos dois freios.

  • arrow